Archive 2005-2010

Como com o Chievo


O Milan volta a ter o melhor ataque do campeonato com os seus 53 gols e redescobre-se em série positiva há cinco jornadas, na prática toda a fase de retorno, com três vitórias e dois empates. Há uma melhoria também no que diz respeito aos gols sofridos: nas primeiras cinco partidas da ida haviam sido quatro, nas primeiras cinco do returno apenas um, aquele de Gasbarroni em Milan-Samp. Agora a equipe é aguardada por um importante compromisso em Reggio Calabria, em relação ao qual há um dado muito particular, um trend diferente em relação às temporadas precedentes. O Milan de fato dobrou-se a si próprio, no sentido de que em idêntico número de partidas, 12 em casa e 12 fora, em San Siro conquistou exatamente o dobro dos pontos das partidas fora de casa: 34 contra 17. Em Reggio será muito importante vencer, poucas horas ants de Inter-Juve. Sobre isso recordemos que no ano passado, no dia da postecipada Inter-Juve, o Milan estava empenhado à tarde contra o Chievo em Verona, onde venceu por 1-0 graças a um gol de Hernan Crespo. A propósito de Inter, a equipe nerazzurra mesmo perdendo em Firenze mostrou-se sólida e fluida no jogo e continua a ocupar uma posição de absoluto relevo na classificação, mas neste momento a diferença entre Milan e Inter é representada pelo gol de Adriano aos 92’ do clássico. Sem aquela rede as duas equipes milanesas estariam em paridade, se se exclui de fato o confronto direto, em todas as outras partidas do campeonato, obtiveram o mesmo número de pontos. Entretanto aproxima-se o 20 de fevereiro, o vigésimo aniversário da aquisição do Milan por Silvio Berlusconi e do início de uma era inimitável e inimitada. Justamente ontem o presidente Berlusconi abordou temas futebolísticos.
CONTINUA...

DNA MILAN